Último adeus: Velório de Diego Maradona será na Casa Rosada

Projeção é que a cerimônia receba, no mínimo, 1 milhão de pessoas

26 de novembro de 2020 | 01h01 | Atualizado há 53 dias

PUBLICIDADE
Maior ícone dos esportes e cultural da Argentina, Diego Maradona morreu na quarta-feira (25) depois de sofrer uma parada cardiorespiratória. O governo argentino já fez suas primeiras interceções para promover o último adeus ao ídolo do futebol.

O presidente Alberto Fernández decretou luto oficial de três dias no país inteiro pela morte do ex-jogador. Além disso, Maradona será velado na Casa Rosada, residência oficial do governo argentino, em Buenos Aires.

O velório, que está previsto para começar na manhã de quinta-feira (26), será aberto ao público em meio à pandemia do Covid-19. A projeção oficial do governo é que a cerimônia receba, no mínimo, 1 milhão de pessoas.

Por meio de suas redes sociais, o presidente Fernández, que era apoiado publicamente por Diego, publicou uma homenagem ao ex-jogador. "Você nos levou ao mais alto do mundo. Você nos fez imensamente felizes. Você foi o maior de todos. Obrigado por ter existido, Diego. Vamos sentir sua falta o resto da vida", concluiu.
Lance!
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe Portal CATVE.com pelo WhatsApp (45) 99982-0352 ou entre em contato pelo (45) 3301-2642

NOTÍCIAS RELACIONADAS


VEJA TAMBÉM